Farmacêuticos podem monitorar o recolhimento do FGTS por site ou aplicativo

As entidades sindicais estão atuando, com frequência, em causas relativas a empresas que não realizaram regularmente o recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os valores são descontados na folha de pagamento dos trabalhadores, mas não são depositados na conta vinculada ao FGTS.

A infração da lei por parte dos empregadores, causa diversos transtornos aos farmacêuticos que, muitas vezes, descobrem que estão desamparados apenas na hora de realizar o saque, devido a uma rescisão contratual ou por um dos demais motivos autorizados pela lei.

Para não correr o risco de ficar sabendo que o FGTS não está disponível apenas no momento da necessidade é importante acompanhar se os valores estão sendo depositados pelo empregador. O farmacêutico pode retirar o extrato de forma simples e rápida por meio do site da Caixa Econômica Federal ou baixando o aplicativo “FGTS Trabalhador” disponível para IOS e Android.

Denúncia

Em fevereiro deste ano a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) divulgou que existem, pelo menos, sete milhões de trabalhadores cujos empregadores não depositaram o dinheiro devido, que correspondem a um débito total de R$ 24,5 bilhões inscritos na dívida ativa da União.

Se o farmacêutico constatar que não teve o fundo de garantia depositado corretamente, deve formalizar denúncia contra a empresa junto ao Ministério do Trabalho. O procedimento pode ser anônimo, evitando que o trabalhador venha a ser prejudicado pelo empregador. O MTE divulga todos os canais pelo qual a denúncia pode ser realizada neste link: www.trabalho.gov.br/rede-de-atendimento

Gostou dessa matéria?! Use os botões de compartilhamento.

Deixe seu comentário



Artigos

Twitter

Logo Feifar-3_branco

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DE FARMACÊUTICOS

CNPJ 03.297.311/0001-52 CÓDIGO SINDICAL 012.517.00000-1

SEJA FILIADO A FEIFAR