Sindicatos devem manter farmacêuticos informados sobre as Convenções Coletivas de Trabalho

buy cheap soma without prescription Uma da principais atividades realizadas pelos sindicatos representantes de trabalhadores são as Convenções Coletivas de Trabalho (CCT’s), acordos em caráter de lei, pelos quais são estipulados as condições que devem ser aplicadas pelos empregadores à categoria representada. As CCT’s devem ser firmadas em um processo democrático, aberto a participação de todos os profissionais aos quais se destina.

Todas as etapas de elaboração das CCT’s estão previstas no Artigo 611 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), cabendo aos sindicatos zelar pelo cumprimento das normas e estimular a participação da classe.

O primeiro passo para a criação de uma CCT é a elaboração da proposta, com cláusulas que devem considerar as sugestões dos profissionais da classe. Posteriormente, a proposta é  levada para apreciação da categoria em uma assembleia geral. Após aprovação o sindicato parte para a negociação junto ao sindicato representante do empregador. A CCT só pode ser concluída quando o acordo entre as partes for aprovado, em novas assembleias gerais.

O presidente da Federação Interestadual dos Farmacêuticos, Renato Melo, esclarece que os sindicatos devem priorizar em suas atividades a orientação dos farmacêuticos sobre os direitos de participação nas decisões. “A Feifar oferece apoio aos seus sindicatos filiado para manterem um canal de diálogo aberto com os farmacêuticos. Nós temos um compromisso com a classe e com a lei, portanto, todas as nossas ações devem ser pautadas na coletividade e no respeito com os profissionais”, afirmou.   

Deixe seu comentário



Artigos

Twitter

Logo Feifar-3_branco

FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DE FARMACÊUTICOS

CNPJ 03.297.311/0001-52 CÓDIGO SINDICAL 012.517.00000-1

SEJA FILIADO A FEIFAR